Software para nutricionistas: 6 cuidados obrigatórios ao escolher

A otimização do tempo é um fator-chave para que o profissional liberal possa garantir o atendimento de um grande número de pessoas e, consequentemente, alcançar a renda desejada. Por isso, é necessário contar com aliados que facilitem a produtividade, e o software para nutricionistas é uma dessas opções. No entanto, é necessário tomar alguns cuidados ao escolhê-lo. Você sabe o que analisar?

Para ajudá-lo, elaboramos uma lista de itens que não podem faltar. Com eles, é possível garantir todo o escopo de informações que facilitam as suas tarefas, poupando o seu tempo e garantindo que o período da consulta seja melhor aproveitado.

Conheça esses itens e saiba como escolher o melhor sistema para a sua clínica de nutrição:

1. Realização automática de cálculos e avaliação antropométrica

Sabemos que o profissional sabe realizar todos os cálculos necessários para atender seus pacientes. No entanto, essa tarefa pode ser automatizada para que não seja necessário gastar o período da consulta nem o tempo.

Por isso, a ferramenta mais apropriada é aquela que permite que o nutricionista insira as medidas do paciente no sistema e que calcula automaticamente:

  • o percentual de gordura;
  • a massa muscular;
  • o gasto energético;
  • e outras informações, sempre de acordo com protocolos devidamente reconhecidos.

2. Quantidade ilimitada de pacientes

Com certeza, todo profissional competente espera que sua clínica cresça e conquiste cada vez mais pacientes. No entanto, alguns fabricantes de softwares parecem não pensar dessa forma.

Por isso, um ponto que merece toda a atenção é o limite do sistema. Para atender às necessidades do nutricionista e permitir uma expansão do negócio com qualidade, é preciso que o software preveja uma quantidade ilimitada de atendimentos.

Contar com uma empresa que ofereça planos diversificados e que possam ser trocados a qualquer momento, de acordo com a sua demanda, é fundamental para que o consultório ou a clínica não encontre entraves durante o seu crescimento.

3. Opções amplas para a elaboração do plano

Especialmente na hora da prescrição da dieta — que é o ponto-chave do atendimento nutricional —, um bom software para nutricionistas oferece um banco de dados amplo e diversificado.

Essa grande variedade vai ajudar a encontrar opções interessantes que o paciente pode incluir em seu dia a dia, sem deixar a sua alimentação limitada. É essencial que o software conte com dados compilados por meio de tabelas confiáveis, como Taco, IBGE e Sônia Tucunduva.

Também é importante que a inserção de novos produtos alimentícios seja fácil e que diferentes formas de medir sejam contempladas, o que facilita a identificação das quantidades corretas para o paciente.

Com um banco de dados amplo, algumas sugestões de cardápio e a facilidade para realizar substituições de acordo com as preferências e as possibilidades do paciente permitem a elaboração de um plano alimentar de forma rápida.

Lembre-se de que a diversidade é um dos fatores que auxilia na adesão ao plano alimentar, fazendo com que a pessoa não se sinta altamente restringida.

4. Auxílio para todas as etapas do atendimento

Um sistema eficiente, especialmente quando combinado a aplicativos, pode contribuir em todas as etapas do atendimento, desde a anamnese até o acompanhamento.

Além do apoio para a realização de cálculos e da ampliação de opções para elaboração do plano alimentar, como já mencionamos, ele auxilia na verificação do consumo de alimentos pelo paciente por meio da integração a um app.

Portanto, o usuário tem apoio no momento da consulta, na elaboração do plano alimentar e na interação pós-atendimento.

5. Integração com aplicativos

Para entender melhor o item anterior, é importante falarmos um pouco mais sobre a integração com aplicativos. Existem soluções no mercado que não apenas oferecem esse respaldo ao nutricionista. O profissional contratante pode disponibilizar aos seus pacientes um app, e esse tipo de ferramenta auxilia o paciente a seguir o plano alimentar.

Além de ter sempre as orientações para se alimentar corretamente na palma da mão, o paciente tem uma noção exata dos alimentos, dos nutrientes, das atividades físicas, entre outras informações.

Por meio dessa integração, os dados fornecidos pelo paciente ficam automaticamente acessíveis para o nutricionista, que pode realizar uma avaliação realista dos resultados da dieta prescrita e estudar a continuidade do atendimento.

Vale a pena ressaltar que, além de ser um diferencial para o consultório ou para a clínica — o que pode atrair pacientes —, esse tipo de recurso é bastante eficiente em produzir uma adesão maior ao plano. Isso acontece porque:

  • o paciente recebe lembretes quanto aos horários das refeições;
  • fica mais fácil registrar o diário alimentar e ver, em tempo real, o que ingeriu até o momento;
  • ao verificar resultados positivos, o paciente fica mais motivado a permanecer firme em seu objetivo;
  • com base no total de consumo diário, o paciente pode controlar as refeições seguintes de maneira eficiente para evitar o consumo excessivo de alimentos;
  • além do plano alimentar no papel, o paciente pode ter acesso a ele diretamente por meio do aplicativo. Assim, ele consegue consultá-lo em qualquer lugar.

Portanto, com uma ferramenta para direcioná-lo em mãos e por saber que existe um monitoramento constante, o paciente se torna muito mais “fiel” ao plano alimentar determinado. O resultado é o sucesso do tratamento e a fidelização do paciente.

6. Atendimento a pacientes de todos os perfis

Um bom software para nutricionistas tem uma base muito ampla de informações. Com ela, é fácil montar planos alimentares que contemplam as necessidades de pessoas de diferentes idades e perfis.

Assim, é possível prescrever uma dieta e acompanhar crianças ou idosos, cada um com os seus gostos e objetivos. Ele também favorece a realização de substituições de forma muito prática, o que auxilia no atendimento a pessoas extremamente ocupadas, que dificilmente conseguem preparar suas refeições e que precisam recorrer a produtos industrializados.

No caso de crianças, especificamente, o uso do software combinado ao aplicativo pode tornar a adesão mais divertida. É possível propor desafios que garantem um interesse maior no projeto de reeducação alimentar.

Entendeu como é importante contar com um software para nutricionistas que facilite os atendimentos e que acompanhe o crescimento da clínica? Então entre em contato conosco e conheça uma solução eficiente para otimizar o seu trabalho!

Você também vai gostar

Comentários