Gasto energético total (GET) – Como definir?

Como definir o melhor cálculo descobrir o gasto energético total do seu paciente? Quais são os melhores métodos a serem utilizados? Veja aqui um pouco mais!

 

 O que são necessidades energéticas?

“A necessidade de energia de um indivíduo é o nível de ingestão de energia a partir do alimento que irá equilibrar o gasto
de energia quando o indivíduo possui um tamanho e composição corporal e nível de atividade física consistentes com boa
saúde a longo prazo.” (WHO, 1985)

Qual a diferença entre Gasto Energético Basal (GEB) e Gasto Energético Total (GET)?

GEB: é a quantidade de energia utilizada pelo organismo para manter as funções vitais, como funcionamento dos órgãos. Corresponde a 60 a 75% do GET.

GET: é a soma do gasto energético basal mais a soma das atividades realizadas ao longo do dia.

 

Como calcular o gasto energético total?

Existem várias formas de obter o gasto energético basal e total do indivíduo.

Métodos mais eficazes são calorimetria direta e indireta. Ambos são realizados em lugares e com equipamentos específicos. Possuem resultado mais preciso, porém a calorimetria direta é de alto custo e o paciente deve realizar o exame durante 24 horas, a calorimetria indireta tem um custo menor e é mais utilizada.

 

Existem outras formas que podem ser avaliados o gasto energético basal e o gasto energético total, através de cálculos pré definidos realizados por estudos.

 

Cálculos para GEB E GET:

Os cálculos mais utilizados são os preconizados pela Organização Mundial da Saúde, que determinou cálculos de acordo com faixa etária e sexo levando em conta dados como peso, altura e idade.

 

Outro cálculo muito utilizado é o protocolo de Harris Benedict.

Esses dois cálculos são métodos de baixo custo, rápidos e fáceis de aplicar, porém sempre estão sendo reavaliados para encontrar a melhor forma de obter os valores corretos para os indivíduos.

 

FATORES PARA CÁLCULO DO GASTO ENERGÉTICO TOTAL

Para encontrar o gasto energético total é necessário descobrir o gasto energético basal através dos cálculos e posteriormente multiplicar pelos fatores de atividade, injúria e febre.

O fator atividade depende dos exercícios que o individuo pratica e de suas atividades diárias. O valor pode ser encontrado através de tabelas simplificadas com valores pré determinados por estudos ou através da somatória de cada atividade levando em conta o fator atividade individual de cada uma delas.

O fator injúria está relacionado a doença apresentada pelo paciente, também existem valores pré determinados para cada patologia.

O fator febre é o valor determinado para cada temperatura elevada que o paciente apresenta.

 

Quer descobrir o gasto energético total de forma mais rápida e prática para suas consultas?

Acesse o nosso Software de Nutrição e conheça a ferramenta Gastos Energéticos, nela você pode realizar os cálculos de forma super rápida, basta colocar os dados de peso, altura e idade dos seus pacientes e o sistema calcula para você! Temos os cálculos mais utilizados e outros para você escolher qual quer trabalhar!

 

Gasto energético total

 

Acesso exclusivo para nutricionistas

Melhore os resultados dos seus pacientes!

Quero Testar

Você também vai gostar

Comentários